USAR EL TRANSPORTE PÚBLICO CON EL MENOR RIESGO PARA TU SALUD

Usar o transporte público com o menor risco para sua saúde

Desloque-se de autocarro, metro, táxi ou bicicleta tranquilamente, conhecendo as regras de cada meio de transporte no seu destino. Informe-se sobre possíveis alterações nos percursos, evite as aglomerações e não se esqueça de usar máscara e de aplicar álcool-gel.

 

1. Que material de segurança é recomendável usar no transporte público?

Além da sua máscara homologada, os géis desinfetantes ajudam-no a manter as mãos limpas. Aplique-os antes e depois do trajeto, e evite tocar no rosto, na medida do possível.

 

2. Evite o horário de ponta, sempre que seja possível

Sempre que possa, evite o uso dos transportes em horas de maior afluência. Nesses casos, procure transportes alternativos como, por exemplo, um táxi.

Planeando o seu dia pode conseguir que as suas deslocações mais longas não coincidam com os horários de ponta. Assim, nessas faixas horárias, poderá aproveitar para ir caminhando e desfrutar da cidade numa outra perspetiva.

 

3. Como reduzir os riscos durante a nossa viagem?

Informe-se e siga as normas de cada cidade e transporte. Não ocupe os assentos restritos. Tente deixar uma distância de dois metros de outros viajantes, sempre que seja possível.  Reduza qualquer contacto com as superfícies do meio de transporte. Por último, preste atenção às aglomerações ao entrar e sair para as evitar.

 

4. Transporte público alternativo

Além dos meios tradicionais, pode alugar uma bicicleta para todo o dia ou para trajetos curtos (graças ao bike sharing). E também tem os chamados VMI (Veículos de Mobilidade Individual) como as trotinetas elétricas. Mas, evidentemente, caminhar é a opção mais saudável quando está a visitar uma cidade.